sexta-feira, 7 de novembro de 2008

É de agora que estou falando

Eu só quero ficar em silêncio como quem julga a boa hora de partir
como quem muda,
como quem ouve com o corpo inteiro
e de corpo inteiro se altera.

Eu só preciso ficar em silêncio
por mais quatro ou cinco horas,
por maus dois ou três dias,
por mais,
por menos.

Eu só sinto quando estou em silêncio,
e de silente hora
reescrevo palavras vãs.

4 comentários:

Aline Chaves disse...

adoraria calar a boca. mas...

Patrícia Basquiat disse...

nunca serão vãs as suas palavras. tudo é vc.

beijo minha flor.

Devana... disse...

Se quiser ficar em silêncio, vou ficar aqui só ouvindo tua respiração, teus suspiros...sejam eles de alegria ou de cansaço (que seja um cansaço bom)...mas se quiser falar, estarei absorvendo cada letra, palavra e frase...todas as tuas palavras, todas as tuas idéias e pensamentos me interessam!

Lucas C. disse...

preciso falar menos,
agora vejo que preciso.