sábado, 23 de junho de 2007

Em algum atlântico oceano


quando vem vem
vem igual chuva desaviso término de namoro
vem igual dor nos rins lágrima cisco no olho
vem igual vômito grito sorriso engasgo
vem igual a luz na velocidade do sorriso na alma desaviso
no poema improviso, compromisso descompromissado.

Um comentário:

vitor s. de oliveira disse...

CUSPINDO VERDADES OU ANGÚSTIAS? PAZ!!!