segunda-feira, 9 de julho de 2007

Aquele

Você cidadão do mundo
de tão entendido
estendido ficou
às protuberâncias e exuberâncias
das tardes noites que amanhecem sem fim
das longas datas que se enraivecem
dos cheiros e cores que se trocam
da mente que, entorpecida,se ata
se amarra
se desfaz
das algemas baratas
que aqui te guarda.

6 comentários:

Washington disse...

mui bien mui bien,

no meu caso as algemas seriam carissimas!


te amo poeta.

Gee Carvalho disse...

sei que vc não me conhece, porem adorei os seus texto...
tanto os daqui qnt os do zip net, muito bem vc escreve maravilhosamente bem... parabens

Thiago disse...

Fibra ótica de impressão!

Ela disse...

uma das palavras mais lindas que existe, chama-se Liberdade, e as sensações que ela nos causa são ainda mais avassaladoras e viciantes, pena que nós nunca seremos verdadeiramente livres, sempre existirá algo ou alguém que nos manterá encarcerado, seja pelo valor de uma idéia ou ato...infelizmente...=/

linda poesia!

Ela disse...

sou a Naira C.

=D

l-nise disse...

Pense num tédio!