quinta-feira, 15 de novembro de 2007

é né?

Todo dia vem um sorriso inesperado.
um jeitinho desesperado de abraçar
uma tonelada de viagens malucas

todo dia vem uma hora de paz
duas de falatório
interrupção
sorriso

Mas todo dia eu digo
todo dia eu repito
as mesmas bobagens

acredite!

No mundo todo
tudo é o mesmo
só muda a cor

dos olhos
pele
cabelos

só muda a sintaxe
talvez o cheiro

só muda o tempo
frio
ou o tempero

acredite!

no mundo inteiro
é tudo o mesmo
sentir intenso

ou matuto esconder
é sempre o mesmo
a mesma
os mesmos
hipócritas

é sempre o mesmo
a esmo me despeço
e peço

peco

dizendo o mesmo

acredite!

2 comentários:

L-nise disse...

pecar os mesmos pecados...

fabrynne disse...

um dos mais lindos poemas que já li...*.*