quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Aos que caem

Então chega um momento em que a vida exige mais do que ser espontâneo, e as pernas fraquejam e nós desabamos em avalanches, sustos e desatinos que calam nossas bocas em suspiros.
Parece injustiça, mas é a máquina do mundo.


Ao confronto e além!

6 comentários:

Aline Chaves disse...

infelizmente tem quem desista...
tô morrendo de saudade!
beijo!

Aline Chaves disse...

infelizmente tem quem desista.

tô morrendo de saudade!

beijo!

andréa disse...

é a salvação para uns e a perdição para outros.

Ela disse...

é pura injustiça. =/

Naira Cibele

Izabel Romero disse...

Parabéns pelo blog. Muito bem construído; com esmero e bom gosto. Adorei a sua foto no final da página. O seu rosto? Deixa a imaginação fluir. Como será o rosto dessa menina que sente e escreve como gente grande? Linda, com certeza.

gazapeitor disse...

you are so beautiful