sábado, 20 de dezembro de 2008

EVOL

Nenhuma consideração aparente.
Nenhuma poesia ou história.
Nenhuma citação.
Só amor mesmo.
De muito.