quarta-feira, 2 de julho de 2008

Da necessidade de falar

Queria vomitar sem frescura
abraçar o vazio, infinito
gritar no escuro
inventar uma luz.
Queria não, quero...
querer sem vislumbre,
um momento,
breve,
um instante de faltar ar.
Quero querer-me intensamente...


Insano não perceber
que a voz propaga como silêncio
a angústia que mereço ter.

3 comentários:

[ . ] disse...

Fale.
Não se cale.
A voz se propaga com o silêncio;


=)
Gostei muito da postagens,do blog.

Beijos.
=**

Zorbba Igreja disse...

Eu me importo.

Aline Chaves disse...

eu queria tb...