sexta-feira, 14 de março de 2008

Cachorro Louco - Poleminski!

"Ai do acaso se não ficar do meu lado!" (P.leminski)

Hoje é dia da poesia. Pelo menos é o que diz o calendário, e o que comemoram algumas professoras de ensino fundamental...
Escolhi para comentar alguma coisa de Paulo Leminski, aquele que eu leio e digo 'putaquepariu!', vai ser o primeiro da série 'putaquepairu!', os artistas-brincantes-mestres da expressão que me afagam, intrigam, me enraivecem por terem traduzido meu inconsciente e o de mais uma ruma de gente!
Olha, o cachorro doido foi poeta, tradutor, professor e faixa preta de judô. Era todo poesia. Tem uma vasta obra que inclui a genialidade do hai-kai (comprimidos de expressão, verdadeiras fotos!), parcerias musicais, tudo numa forma de se expressar que é absurdamente única.
É melhor deixar ele mesmo falar:

O Paulo Leminski
é um cachorro louco
que deve ser morto
a pau a pedra
a fogo a pique
senão é bem capaz
o filhodaputa
de fazer chover
em nosso piquenique

(Paulo Leminski)

Não deixando ninguém na mão, tem um site que o design é bacana e tem alguns trechos de livros e traduções que ficaram interessantes. Olha só: Kamiquase

e pronto! Erra uma vez.
Falei dele um pouco, não o suficiente para expressar, mas acho que instigante para fazer alguns lerem. Vale a pena.

Um comentário:

Jota Pê_The disse...

Alguém próximo;
e sabe até do kamiquase;
que trepiração!